» » O que é Aposentadoria por Idade Urbana?

O que é Aposentadoria por Idade Urbana?

A aposentadoria por idade urbana é quando o trabalhador atinge 65 anos de idade (homem) e 60 anos (mulher) e pode solicitar a sua aposentadoria.

Além disso, precisa ter 15 anos (ou 180 meses) de contribuição. Portanto, o momento para pedir a aposentadoria é quando o trabalhador completar esses dois requisitos: idade e tempo mínimo de contribuição.

Quem pode solicitar a aposentadoria por idade urbana?

É considerado trabalhador urbano quem realiza suas atividades laborais em empresas localizadas nesses perímetros. Assim, todas as pessoas as quais trabalham em centros urbanos são consideradas trabalhadores urbanos, e elas podem solicitar a aposentadoria urbana, desde que atendam aos requisitos exigidos pelo INSS.

Valor da aposentadoria urbana

Se o trabalhador contribui desde 1994, a retirada poderá ser de, em média, 80% dos seus maiores salários, e aplicar uma porcentagem de 70% sobre a média, acrescentando 1% para cada 12 meses completos de contribuição. Se, após 1994, ele não tiver mais contribuído, sua aposentadoria será de 1 salário mínimo. Também há possibilidade de aplicar o fator previdenciário para o cálculo deste benefício, desde que seja vantajoso para o trabalhador.

Tenho carteira assinada, mas o patrão não contribuiu

É comum os empregadores assinarem a carteira, mas não contribuírem para a Previdência. Nesse caso, procure o INSS e relate o problema, pois a Previdência tem técnicas de perícia para constatar essa irregularidade. Sendo assim, é possível contar o tempo trabalhado, mas não contribuído.

Acumulação de benefício

A aposentadoria por idade urbana não pode ser acumulada com outros benefícios, tais como:

  • Auxílio-acidente;
  • Auxílio-doença;
  • Seguro-desemprego;
  • Benefício assistencial (LOAS);
  • Renda mensal vitalícia;
  • Outra aposentadoria no mesmo regime.

Como solicitar a aposentadoria urbana?

O cidadão pode agendar atendimento na agência virtual do INSS e fazer a sua solicitação.

Atualizado em: 03/01/2019 na categoria: Direito Do Trabalho


Quer receber os novos artigos?